23.3.09

FÁBIO SEIXAS


Há exatos 19 anos, 23 de março de 1990, Interlagos voltava a receber a F-1.
Era uma sexta-feira, primeiro dia de treinos para o GP Brasil. E era também a inauguração do novo traçado, "moderno", como gostavam de enfatizar seus idealizadores, Senna entre eles.

Nada contra a modernidade. O traçado antigo não receberia a F-1 "moderna". Mas o "moderno" não precisa sepultar o "antigo", e foi exatamente isso que aconteceu por aqui.

Na Europa, a maioria esmagadora dos autódromos conta com mais de uma opção de traçado. Por que, em Interlagos, não fizeram isso?
As categorias nacionais e até mesmo internacionais poderiam usufruir de um circuito espetacular, os jovens poderiam aprender, o público teria diante de seus olhos um espetáculo maior...

Ainda não ouvi explicação coerente e lógica e aceitável.

Nenhum comentário: